terça-feira, 13 de setembro de 2011

Teórico Conspiracionista



Quem diria que no Parlamento Europeu, agora também por lá se contam teorias da Conspiração.

Será que não há ninguém que lhe diga que o Grupo de Bilderberg não existe... esperem!
Afinal hoje já existe...
Aqueles que em 90  bradavam aos 7 ventos que quem alegava que o Grupo de Bilderberg, só podia ser um demente infantilizado por acreditar em Teorias da Conspiração, hoje estão bem caladinhos , capazes até de dizer que nunca duvidaram...  do Grupo Bilderberg existir.
È...a história mostra-nos que o que Ontem era Mentira, hoje é verdade.

Mas nem isso os faz pensar!
Amanhã, temo-los aí...mais uma vez, a jurarem a pés juntos que sempre acreditaram que o 11 Setembro 2001, foi propositadamente criado para os Estados unidos invadirem o Iraque.
É o chamado Cúmulo da Hipócrisia.

Nuno

3 comentários:

voz a 0 db disse...

"...o 11 Setembro 2001, foi propositadamente criado para os Estados unidos invadirem o Iraque."
Não só... mas também.

Karocha disse...

Quem manda é o Kumite, aonde a Srª te assento Street!!!

Winston Smith disse...

Realmente é curioso verificar que pessoas com responsabilidades na matéria (eleitos para supostamente nos representarem em assembleias legislativas) comecem agora a abrir os olhos.

No caso em apreço, o Grupo Bilderberg, foi sempre qualificado pelos te(rr)oristas da conspiração como uma das lojas dos iluminados.

Deixo aqui um comentário interessante sobre um artigo que saiu no The Economist a propósito do Grupo Bilderberg e de outras instâncias muito bem frequentadas e que foi inteligentemente intitulado de "O mundo da Superclasse:"

http://informacaoincorrecta.blogspot.com/2011/01/o-mundo-da-superclasse.html


"Os mais influente desses clubes, de acordo com o artigo, são o grupo Bilderberg, o Council on Foreign Relations, a Comissão Trilateral, o Carnegie Endowment for International Peace e o Grupo dos Trinta. Agora estão a abandonar a natureza segreda, e aparecem aos olhos do mundo.


O acesso à grande festa "globocrática" agora é livre...


O artigo continua fornecendo até uma camada de "bondade", quase uma misericordiosa justificação alguns exemplos dos principais eventos internacionais que foram preparados para as reuniões da elite ao longo dos anos, incluindo acordos diplomáticos em decisões importantes e até guerras.
"