quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Santos Bonacci - The magnus Opus - Syncretism

Boas a todos.

Peço desculpa andar ausente durante tanto tempo e não ter publicado Posts mas, ando um pouco atarefado com algumas obras em casa e como tal, não me sobra muita inspiração e disponibilidade para criar artigos.

No entanto, quero-vos mostrar o ultimo trabalho de Santos Bonacci, Syncretism, The Magnus Opus onde o mesmo, nos puxa um pouco mais para lá do limite daquilo que conhecemos do seu trabalho, explicando e demontrando as razões e explicações de muitos simbolos e misticismos explicitos em todas as religiões.

Espero que gostem...eu pelo menos, adorei!





Hoje percebo, o porquê da perseguição de muitos filosofos ás mãosdas várias religiões e a sua morte para que não revelassem ou ensinassem a ciência que um dia, guiava os povos do mundo.
Cada vez acredito menos que aqueles no topo das religiões, sabem perfeitamente disto, até porque, pelas datas em que celebram os seus Santos e acontecimentos religiosos, conjugam certinho com eventos Galácticos.
Pudera....Cristo é o Sol

Nuno

7 comentários:

Marcia Zaros disse...

Nuno em minhas pesquisas descobri que antes do culto ao sol,vigorava o culto a saturno. Na sua opinião qual destes astros o judaísmo cultua? Lembrar dos chapeus dos rabinos(anéis de saturno) e da cor preta das roupas. Também a saturnálias(shabats ou sabás)dedicados a essa divindade regadas a sacrifícios de sangue (coisa que até hoje os judeus fazem)agora de animais mas no passado antes da reforma do judaísmo era de gente mesmo, e a nossa elite global que vive acima das leis ainda podem praticar o chamado judaísmo puro(sem restições)insto é com direito a sacrifícios de pessoas(primeiro eles sangram a vítima ofearecida em holocausto depois queimam"pois o cherio da carme queimadaéagradável ao senhor" diz ovelho testamento . A cabala judaica é puro paganismo babilônico, as lendas judaicas tem algo bastante comum com as lendas sumerianas, a escrita hebraica praticamente sincretismo dos fenícios assim como os rituais sem contar que os judeus assim como os fenícios sededicam exclusivamente ao comércio. A elite global(jduaica) é toda descendente de fenícios.

Marcia Zaros disse...

a astrologia, a influênica dos astros é a verdadeira fórmula das religiões. Assim como não acredito nas religiões muito menos na astrologia ou influênica dos astros na "alma"(psique) das pessoas. São arquétipos(modelos)impostos numa fórmula que funciona e as pessoas simplesmente aceitam.Por isso também as revistas de signos(astrologia) vendem tanto e as pessoas acreditam que sempre as previsões dão certo,na realidade são arquetipos generalistas que servem para qualquer um em qualquer ocasião e é a mente do leitor que adequa o arquétaipo ao que tá aocntencedo na vidad ela e depois estupidamente diz: Nossa, não é que a previsão do meu sígno acertou tudinho! reliigão éa mesma coisa transformou os artquetipos baseados nos astros do cosmos e crou padrões sempre secretamente incutidos em tudo o que lemos e ouvimos delas por isso achamos que é verdade e por isso sempre funciona(só para a elite) que sabe muito bem manipular as mentes dos cordeirinhos.

Streetwarrior disse...

Olá Marcia, bom te ter de volta.

Com respeito ao 1º comentário, concordo com tudo, o Judaismo é o anterior Culto a Saturno mas já te tinha dito isso, incluindo o apontamento para o meu artigo...

http://espirra-verdades.blogspot.pt/2011/07/o-culto-saturniano-milenar-pt-1.html

No entanto, respeitando ao 2º comentário, penso que estás a fazer confusão e a misturar as coisas.
Não confundas, Astrologia, com Astronomia...não são a mesma coisa.
Se tu reparares, quases todos os grandes mestres da humanidade, onde podes incluir Jesuitas, Prémios Nobeis, familias reais etc, todos eles são formados em Astronomia, porque será?
Achas que grandes Mestres e pensadores perdem tempo com coisas que não têm importancia?
Querendo acreditar que também tu, já percebeste que tudo no Universo é Energia, os Planetas também são regidos por essas forças de Energia, os quais, depois, produzem as suas próprias energias.
Ora, o nosso Planeta, é ele próprio 1 ser com Energia, que reproduz e alimenta os seus próprios ecosistemas com energia, afectando-os.
Tu dizes que não acreditas na Interferencia e Interacção dos Astros (Planetas) com os seres Vivos, mais propriamente, os seres humanos.
Mas pergunto-te...Hoje, é sabido que a Lua, afecta as nossas Marés, tal como o sol, afecta as nossas estações(e muito mais coisas como....tudo).
Sabes de onde é que vem os mitos que ligam os nascimentos e os sexos das crianças na barriga da mãe?
Provêm da Lua.
Sabes porquê? Porque a Lua, tem exactamente 1 ciclo igual ao periodo menstrual da mulher, dai os povos, regerem muitos dos mitos da fecundação ligados á Lua.
Por outro lado, sabemos perfeitamente que 1 dia explendido de Sol, afecta os humanos, tornando-os mais bem dispostos, simpaticos e alegres, dando-lhe uma certa "aura" de positividade que o contrário , 1 dia de chuva, cinzento e invernoso não consegue.
Então,poderemos concluir que a posição dos planetas e estrelas, causam, os ciclos, as Òrbitas , os dias do mês e horas do dia, que por sua vez, provocam os efeito sentido no nosso planeta e nos seus seres vivos.

Se concordas com tudo o que te expos, não podes continuar a afirmar que os planetas, não têm influencia nos seres humanos, pois isso não é verdade.
Volto a relembrar-te que Astrologia e Astronomia, não são a mesma coisa.
A 1ª é uma intrujice da qual falas(horoscopos e videntes)enquanto a 2ª é a ciência que estuda o comportamento dos Astros e do Universo.
beijos ai pró Brasil.
Nuno

Marcia Zaros disse...

Olá grande Nuno,
Pelo que pesquisei durante um bom tempo a astrologia e astronomia andanvam misturasdas até que o mundo moderno decidiu separar as duas e inclusive a astrologia foi desacreditada pela ciência e pelo que li em vários artigos científicos entre outros, não há nenhuma comprovação ou reconhecimento científico da influência dos astros na vida das pessoas como os astrólogos querem que acreditemos, as influências dos astros são a nível cósmico , gravitacionais,entre outras coisas e bláblá blá....não sou cientista...
Mas só pra constar: eu penso que astrologia é a crença tipo religião pagã(por incrível que pareçavivinha da silva em pleno séuclo XXI) que crê na influência dos astros(isso vem dos antigos sumerianos e da antiga balilônia-ver caldeus por exemplo além de que o ato de cobrir a cabeça ou a mulher ter cabelos longos como um véu e mesmo a tonsura, e até a kipá dos judeus é ainda resquício dessa crença da influência astral)sob as pessoas principalmente(como podemos ver nos mapas astrais/nascimento-ciclo zodiacal)e por aí vai e isso dá muito $$$$$$.
Enquanto a astronomia é uma ciência que estuda os astros mas não credita aos astros a influência nos humanos. A astronomia não fala de jeito nenhum na influência dos astros nas pessoas e pelo que consultei com um professor de astronomia ele me disse que não há nenhuma comprovação científica de que a lua exerce influência no ciclo menstrual da mulher ou com a gestação e que isso é superstição.
Quanto a astrologia eu não acredito na influência dos astros sobre as pessoas mas certamente faz mais sentido acreditar na influência dos astrólogos que é bem grande nas pessoas,pois é sabido que até os famosos e grandes políticos consultam os astrólogos do mesmo jeito que os antigos consultavam os adivinhos e os oráculos.Sobre a influência dos astros e do zodíaco nas pessoas, segundo os astrólogos é um determinado astro que se encontra mais próximo na data do nascimento que vai determinar certas caraterísticas dominantes na personalidade, como eu por exemplo que dizem eles ser o sol e portanto eu sou leonina e bláblá blá....mas faria mais sentido se fosse assim acreditar na influência do planeta terra que na realidade é o mais próximo de toda pessoa do nascimento até a morte, além do que segundo os astrólogos o astro só faz influência dominante com base no nascimento, mas e nos outros períodods ao longo da vida?Por que marca-se um específico no nascimento?Mas qual é mesmo a verdadeira data do nascimento? O dia da concepção? O dia que o óvulo foi fecundado? ou o dia que o primeiro órgão do feto passou a existir? O minuto em que se corta o cordão umbilical? Hoje com a modernidade da cesária podemos escolher se o filho nascerá numa segunda feira ou no sábado e só em casos de algum problema é que se tem de correr fora do dia estipulado, por exemplo meu primeiro filho nasce no dia que o médico sugeriu fazer a cesária o segundo filho nasceu três dias depois do sugerido pelo médico porque ele me disse que eu poderia escolher o começo da semana e não no fim de semana que é meio ruim porque enfermeiros e médicos somem no fianl de semana e só ficamos com os plantonistas, então eu mudeu a data do nascimento do meu filho, mas aí o "Senhor dos destinos" teve de escrever o destino dos meus filhos na última hora? De qualquer forma se eu acredito ou não na astrologia o que realmente conta é que parece que o bando de psicopatas que decidem o destino das pessoas no planeta(a elite judaico sionista que pratica o antigo culto a saturno/velho judaismo) acredita nessas bobagens e até fazem rituais sangrentos em datas especiais, e por aí vai.Por fim pra resumir, eu não acredito na influência dos astros no destino das pessoas mas com toda certeza o destino das pessoas é influenciado por pessoas que tem grande poder de decisão político/financeira e que parece acreditarem piamente na astrologia(influência direta dos astros no psiquismo e nas emoções e ações das pessoas). Absurdo!

Marcia Zaros disse...

Basicamente, dizer que a astrologia funciona quer dizer que há muitos consumidores satisfeitos. Não significa que seja precisa na predição do comportamento humano ou de eventos num grau significativamente maior que o da pura sorte. O principal apoio a esse argumento aparece na forma de relatos e testemunhos como fazem também os religiosos. Há muitos clientes satisfeitos que acreditam que os horóscopos os descrevem com precisão, e que os astrólogos lhes deram bons conselhos. Bons astrólogos dão bons conselhos, mas isso não valida a astrologia. Vários estudos mostraram que as pessoas usam o pensamento seletivo para fazer com que qualquer carta astrológica que apresentarem a elas se encaixe em suas idéias preconcebidas sobre si mesmas(isso vale também para o tarô). Muitas das afirmações que são feitas a respeito de signos e personalidades são vagas, e se encaixariam em muitas pessoas de diferentes signos. Até mesmo astrólogos profissionais, a maioria dos quais despreza a Astrologia de Signos Solares, não é capaz de escolher uma leitura de horóscopo correta num índice de acertos maior que o esperado pelo acaso. Mesmo assim, a astrologia continua mantendo a popularidade, apesar de não haver um mínimo de comprovação científica a seu favor, e o mercado editorial de revistas e programas de rádio sabem bem explorar esse filão. Será possível que eu seja quem sou devido à posição dos planetas, estrelas, luas, cometas, asteróides, quasares, buracos negros..... no momento do meu nascimento ou a soma do DNA dos meus antepassados, com as condições do meio em que vivo e as emoções e idéias fixadas na base da minha experiência de vida?

Streetwarrior disse...

Olá Márcia.

Márcia, parece-me que vostas-te a confundir tudo de novo.
Ora relê lá o meu ultimo comentário e compara lá com o que escreveste agora.
Mas quem é que acredita em Astrologia?
Não te mencionei que Astrologia é uma autêntica mentira colada.
Então porquê estes 2 comentários?
Astronomia...astronomia e Astrologia são coisas bastantes diferentes.
Na primeira, muitos dos filosofos e grandes pensadores mantêm um verdadeiro interesse, os quais, muitos deles são inclusive formados, na 2ª nem vale a pena falar.

Mas tal como dizes...se acreditas que a "elite Mundial " segue e promove desde os tempos Sumérios, não achas que há ai uma contradição qualquer no que dizes ao avaliar que a mesma não tem qualquer poder ou função?
È que se não tem e "eles" a seguem e usam desses antigos conhecimentos, parece-me a mim...atenção ,parece-me que se estão a sair muito bem já há milénios, o que ao contrario daqueles que não acreditam, estão consequentemente a ser-lhe passada a perna, não achas?
Alguma coisa eles sabem...e que te fazem acreditar que de nada vale.

Mas é a tua opinião Marcia e quem sou eu para dizer que estás errada.
Até posso estar eu...quem sabe!

1 beijo.
Nuno

Marcia Zaros disse...

Querido Nuno é que eu acho que a elite global tem a fonte de seu poder na economia, no controle dos bancos,das bolsas,do mercado, do monopólio do diamante,ouro etc,e não porque acreditam na influência dos astros nas pessoas e nos eventos na Terra,mas como eles são psicopatas acreditam ou fingem acreditar que o poder deles vem do espaço ou da manipulação de forças ocultas e superiores(faz parte dos sintomas da psicopatia acreditar que se é superior, ter superpoderes, etc) , mas se assim fosse não estariam tão empenhados e preocupados no controle financeiro e político do mundo. Portanto levam a sério a influência dos astros nos eventos e nas pessoas porque são psicopatas, e eles exercem o poder que têm por conta da riqueza que possuem acumulando desde os tempos bibilônicos e não porque manipulam as forças dos astros,enfim é isso que eu penso. Por exemplo, eu sei que a elite global ainda pratica o antigo judaísmo(culto saturnino)sacrifício de humanos e nem por isso acredito que vem daí o poder deles, mas eles mesmos acham que seu poder vem deste ato "sagrado".São loucos,psicopatas.
Sem dúvida que esses psicopatas levam à serio dias e datas especiais,alinhamentos de planetas, numerologia,cabala e etc,mas o poder deles é mesmo o do dinheiro o de possuírem o maior capital que se pode ter fazendo com que reis, governos países continentes inteiros se rendam às suas vontades por livre e expontânea pressão(lobby),não são os astros nem o deus cornudo saturniano ou o bode de Menfhis,nem o sangue dos inocentes animais ou gente derramado no "santo dos santos" na terra ou no altar de pedra, mas o poder da ganância forjado na escravização de muitos povos e sobre os monopólios das fontes de riquezas e hoje o poder do lobby das corporações.

Abraços e beijos mil para ti e Portugal a "terrinha" da minha avó